Capa

ULSP

Unlimited Sports apoia o movimento #Mulheres no Tri

Objetivo é aumentar a participação feminina nas provas

02.03.2020  |  536 visualizações

São Paulo (SP), 02/03/20 – Os esportes femininos estão em auge a medida que se reconhece a oportunidade de desenvolvimento neste setor. Marcas já exigem uma atenção ao tema, e a igualdade de gênero adquire uma importância cada vez maior na sociedade. Apesar das grandes mudanças já conquistadas, ainda é possível identificar uma diferença notável com relação a quantidade de participantes mulheres em grande parte dos esportes.

No triatlo, trata-se de um reflexo de uma diferença histórica em que o esporte há muito tempo foi voltado à participação masculina e que traz até hoje barreiras para grande parte das meninas e mulheres. Levando em consideração estas questões, a Unlimited Sports, organizadora das principais provas de triatlo no país, apoia o movimento #Mulheres no Tri, que busca fomentar o crescimento da participação feminina na modalidade. Idealizado pela triatleta Luca Glaser, o #Mulheres no Tri quer incentivar a participação no esporte, através da troca de experiências.

"Queremos acabar com o tabu de que não dá para fazer uma modalidade como o triatlo e mostrar que todas podem. A troca de histórias de vida é uma forma de mostrar o caminho para aquelas que querem que querem apenas de divertir" ou, quem sabe, até se tornar profissionais” destaca a idealizadora do projeto, com participação em 7 provas do IRONMAN, sendo duas delas mundiais, e que volta às competições após o nascimento de sua filha.

A ideia é reunir personalidades de triatlo para debater sobre o esporte, aproximar a troca de experiências entre todas as triatletas do país, e incentivar novas adeptas. As embaixadoras do lançamento do projeto são Danielle Nobile, primeira atleta cadeirantes do país, Luciana Haddad, médica e triatleta, Rayssa Alves, triatleta de 16 anos revelada no projeto Talentos do Capão; Roseli Prado, engenheira e triatleta; Taynara Bonetti, psicóloga e triatleta e Bia Neres, triatleta profissional. "Mas queremos que todas as mulheres sejam embaixadoras e representem esse movimento", ressalta Luca.

No três eventos organizados pela Unlimited Sports, o número de triatletas femininas varia de acordo com o nível técnico das provas. No IRONMAN Brasil 2019 foram 13,84% triatletas do gênero feminino, enquanto nas disputas do IRONMAN 70.3 a porcentagem média foi de 17,25% e no Circuito TRIDAY Series, de 18,25%. Para 2021, a meta é elevar todos eles, chegando a 16%, 20% e 22%, respectivamente.

Serão realizadas várias ações que contemplam a criação e gestão de uma comunidade digital para troca de experiências e informações, promoção de atividades durante os eventos para fomentar o engajamento e publicação de um Guia de Comunicação com estudos e sugestões para motivar meninas e mulheres à prática esportiva.

Outra ação de incentivo será junto às Assessorias Esportivas. Aquelas que mais inscreverem mulheres nos eventos receberão uma cortesia para o respectivo evento nos anos seguintes. As cortesias devem ser destinadas, claramente, às mulheres da assessoria, sendo que o critério será participativo e não por desempenho. As assessorias vencedoras em cada etapa serão anunciadas na premiação de cada evento e aquela que inscrever mais mulheres em todos os circuitos será premiada na Festa de Premiação da Unlimited Sports, ao final de 2020.

''A Unlimited Sports tem muito orgulho em apoiar um projeto como este e em contar com o suporte de uma equipe onde a presença feminina e masculina atuam em quantidade igualitária, com mulheres em diferentes áreas de atuação, competências e hierarquias.'' afirma Bárbara Tomiatti, gerente de projetos sociais e responsável da Unlimited Sports no apoio ao projeto.

''A enorme influência que a mulher é capaz de exercer em sociedade ainda não corresponde com sua representação no mercado esportivo. Trabalharemos juntas para ressignificar este cenário e estabelecer novos paradigmas, além de fomentar o debate e trazer cada vez mais atletas para um esporte tão engrandecedor e historicamente masculinizado como o triatlo”, completa.

 

Manifesto:

 

''Mais que uma ação de incentivo à prática esportiva feminina,

esta é uma ação de celebração.

 

Um viva à todas as conquistas dentro e fora do esporte.

 

Um resgate de consciência por saber que ainda há muito trabalho e consequentes vitórias pela frente.

 

Mais do que exemplos de vida, aqui elas encontrarão caminhos.

 

Direcionados para às iniciantes, as mais experientes, para as que são mães, as que levam o esporte como profissão e àquelas que só querem se divertir.

 

Mais do que empoderá-las, motivamos as mulheres a serem agradecidas pelos seus corpos

e a praticarem atividades físicas porque o amam, e nunca ao contrário.

 

Nossa primeira modalidade visa nadar a fundo na imensidão de seus poderes pessoais e autoestima.

 

A segunda pedala entre quilômetros de competição saudável e cooperação para que não tenhamos mais lugares vazios em cima do pódio. 

 

E a terceira mostra que no triatlo da vida,

as mulheres correm juntas por mais igualdade no esporte.''

 

Mais informações no site http://unlimitedsports.com.br/2020/02/17/mulheresnotri/

e no Instagram @mulheresnotri.

 

Consultoria de Comunicação do IRONMAN Brasil:

MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga - Mtb 18324

Fone: (11) 98266-6086(T) - E-mail: mbragacom@mbragacom.com.br

 

 

Leia também...
19.03.2020

Prova será no dia 16 de agosto, em Florianópolis

18.03.2020

Prova será no dia 12, na Praia dos Ingleses

14.03.2020

PROVA ADIADA

12.03.2020

Atletas terão dois dias para a retirada para a prova na Base Aérea de Santos