Capa

Yescom

Queniano Nicolas Kosgei e boliviana Helen Medina vencem a 28ª Maratona de São Paulo

Brasil colocou três atletas no Top-5. Ederson Vilela, em terceiro, foi o melhor brasileiro na prova 

07.04.2024  |  1.907 visualizações

 

São Paulo (SP) – Neste domingo (7) Nicolas Kiptoo Kosgei, do Quênia, e Helen Daniela Baltazar Medina, da Bolívia, sagraram-se vencedores da 28ª Maratona Internacional de São Paulo, superando os adversários num percurso longo e difícil de 42 km pelas ruas e avenidas da capital paulista. Com o tempo de 2h16min25s, Kosgei garantiu a vitória em sua estreia na prova. A boliviana Helen Baltazar Medina, também estreante, por sua vez, concluiu a disputa em 2h50min14s.

Na base da determinação e força de vontade, os atletas estrangeiros, mais uma vez, mostraram a que vieram. Na largada às 6h10, o clima era agradável com temperatura na casa dos 17º e umidade do ar perto de 90%. O clima não mudou muito durante a prova, mas exigiu muito dos atletas, devido ao percurso técnico e exigente da Maratona de São Paulo. E, como era de se esperar, a disputa pelo pódio, foi equilibrada, tanto no masculino, como no feminino, que só conheceu os campeões nos últimos quilômetros.

Entre os homens, até o km 25, um grupo de quatro atletas africanos estavam juntos e liderando, abrindo boa distância para o segundo pelotão. Os quatro vinham juntos e um ritmo forte. Nicolas Kosgei, vencedor da Tribuna em 2019 e quarto colocado na Kigai International Peace Half Marathon, em Ruanda (2023), Gosa Bogale Seyoum, etíope, vencedor da Meia Maratona de Nanjing Xianlin na China, em 2023, e Vestus Cheboi, vencedor da Maratona de São Paulo de 2023, apareciam entre eles. Depois disso, eles começaram a revezar a liderança da prova.

Kosgei e Gosa estiveram juntos até praticamente o fim da prova. Mas, nos metros finais, o queniano se mostrou com mais ritmo para cruzar em primeiro e comemorou. “É minha primeira participação na Maratona de São Paulo e estou feliz com o primeiro lugar. O percurso tinha muitas subidas, mas eu gosto de correr aqui no Brasil. Vou ficar mais três meses por aqui, fazendo outras provas e depois volto para o Quênia. Estou contente com os resultados”, disse o queniano Nicolas Kosgei, vencedor da Maratona Internacional de São Paulo, em 2024

Os brasileiros, que não acompanharam o primeiro pelotão buscaram recuperação, e colocaram três atletas entre os cinco do pódio. O paulista Ederson Vilela, campeão da Maratona de Curitiba e vice na Volta Internacional da Pampulha, ambas no ano passado, completou a disputa no terceiro lugar, seguido por Geilson dos Santos Conceição, em quarto e Raphael Magalhães Moura na quinta posição.

Eu fiz uma prova mais estratégica. Optei por sair mais atrás mesmo, porque nessa prova tinha um grupo grande de africanos, uns dez deles, e sabíamos que seria uma prova mais rápida, especialmente no início. Eu fui feliz na minha estratégia, superei aqueles que tiveram uma quebra do ritmo, e conquistei esse importante resultado que é o terceiro lugar”, contou Ederson Vilela.

 

Feminino

Já entre as mulheres, a disputa foi ainda mais apertada. Até praticamente o km 38 um grupo de cinco atletas estavam juntas. Quatro delas representantes do continente africano, e somente Helen Daniela Baltazar Medina, da Bolívia, defendendo a América do Sul. Aliás, a atleta boliviana, demonstrou bastante garra e determinação para superar as adversárias, e favoritas na prova, para vencer, com certa folga, a 28ª edição da Maratona de São Paulo. Nos últimos dois quilômetros, a boliviana parece ter acionado o modo turbo, abriu distância para as concorrentes e na base da determinação sagrou-se a campeã da Maratona de São Paulo. Em 2023 ela havia conquistado o quarto lugar na Maratona do Campeonato Pan-Americano de Maratona em Caracas, na Venezuela. 

Foi uma prova muito bacana. E estou muito feliz. É a primeira vez que venho competir no Brasil e estou contente com a recepção dos brasileiros, que me incentivavam ao longo do percurso. O caminho era cheio de altos e baixos, mas gostei muito. Agradeço a toda a organização do evento e a oportunidade de correr aqui e conhecer um pouco deste país animado”, comemorou a boliviana, vencedora da prova.  

Comgás e CAIXA Econômica Federal apresentam a 28ª Maratona Internacional de São Paulo, uma realização e organização da Yescom, com patrocínio de Olympikus, Assaí, Drogaria São Paulo, Smart Fit, Movida, Itambé e Polpanorte, Powerade, patrocínio especial de 3 Corações, copatrocínio de Montevérgine, Dois Cunhados Hortifruti, Recicla Junto e Cristalcopo e apoio de Bendita Cânfora, Mantiqueira Brasil, Espaço Laser, Antilhas, Copra, Arcor, Mid Zero, Cinépolis, COSAN, Leão, Urbia. O gel oficial é da Black Skull. O hotel oficial é o Intercity Ibirapuera e a agência de turismo oficial é a Maratonas no Mundo. O apoio especial é da Prefeitura de São Paulo, pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. (SEME), Secretaria Municipal de Turismo e SPTuris. A supervisão é da World Athletics, AIMS, CBAt e Federação Paulista de Atletismo.

 

Resultados da 28ª Maratona de São Paulo: 

 

Masculino

1) Nicolas Kiptoo Kosgei (QUE), 02h16min25s

2) Gosa Bogale Seyoum (ETH), 02h17min05s

3) Ederson Vilela Pereira (BRA), 02h19min14s

4) Geilson dos Santos Conceição (BRA), 02h21min14s

5) Raphael Magalhães Moura (BRA), 02h25min51s

 

Feminino

1) Helen Daniela Baltazar Medina (BOL), 02h50min14s

2) Tadesu Tafa Weka (ETH), 02h50min50s

3) Haregeweyni Hads Alemayehu (ETH), 02h51min

4) Emily Chebet (QUE), 02h51min54s

5) Faridah Jepchirchir Chelanga (QUE),02h52min01s

 

21 km

 

Masculino

1) Wellington Bezerra (BRA), 1h07min02s

2) Fábio Jesus Correira (BRA), 1h08min13s

3) Rogélio de Oliveira Nascimento (BRA), 1h14min31s

 

Feminino

1) Jéssica Soares (BRA), 1h21min04s

2) Raisa dos Nascimento (BRA), 1h25min10s

3) Eulália dos Santos (BRA), 1h26min23s

 

10K

 

Masculino

1) Giovani dos Santos (BRA), 31min23s

2) Aneilton do Nascimento (BRA), 32min23s

3) Antonio da Silva (BRA), 33min41s

 

Feminino

1) Nicole Rauen (BRA), 39min50s

2) Emille Santos (BRA), 40min25s

3) Anny dos Santos (BRA), 40min38s

 

5 km

 

Masculino

1) Humberto Pereira (BRA), 15min53s

2) Bruno dos Santos (BRA), 16min38s

3) André Tavares (BRA), 16min41s

 

Feminino

1) Nilva da Silva Nunes (BRA), 18min34s

2) Ana Mees Valerio (BRA), 18min40s

3) Helena Valério (BRA), 18min41s

 

 

Campeões

2024 – Nicolas Kiptoo Kosgei (QUE), 2h16min25s / Helen Daniela Baltazar Medina (BOL), 2h50min14s

2023 - Vestus Cheboi Chemjor (QUE), 2h15min20s /Yadeni Alemayehu (ETH), 2h34min48s

2022 - Tilahun Nigussie(ETH), 2h18min04s /Kebebush Yisme (ETH),2h37min40s

2019 - Kimani Pharis Irungu (QUE), 2h18min32s/Sifan Melaku Demise (ETH), 2h35min03s

2018 - Solonei da Silva (BRA), 2h15min55s/Andréia Hessel (BRA), 2h40min07s

2017 - Paul Kimutai (QUE), 2h17min56s/ Leah Jerotich (QUE), 2h41min58s

2016 - Paul Kimutai (QUE), 2h17min14s/Alice Kibor (QUE), 2h35min56seg

2015 - Asbel Kipsang (QUE), 2h15min15s/Carolyne Komen (QUE),2h35min51s

2014 - Paul Kangogo (QUE), 2h14min16s/Rumokol Chepkanan (QUE), 2h42min27s

2013 - Stanlei Koech (QUE), 2h16min07/Samira Raif (MAR), 2h38min23s

2012 - Solonei da Silva (BRA),2h12min25s/Rumokol Chepkanan (QUE),2h31min31s*

2011 - David Kemboi (QUE), 2h11min53s/ Samira Raif (MAR), 2h36min01

2010 - Stanley Biwott (QUE), 2h11min21s/Marizete Moreira (BRA), 2h39min26s

2009 - Elias Chelimo (QUE), 2h13min59s/ Marizete Moreira (BRA), 2h42min24s

2008 - Claudir Rodrigues (BRA), 2h17min07s/Mª Zeferina Baldaia (BRA), 2h42min20s

2007 - Reuben Chepkwek (QUE), 2h16min05s/ Jacqueline Chebor (QUE), 2h40min12s

2006 - Rotich Solomon (QUE), 2h15m15s/ Margaret Karie (QUE), 2h39min24s

2005 - José Teles (BRA), 2h19min47s/ Márcia Narloch (BRA), 2h40min39s

2004 - Franck Caldeira (BRA), 2h17min30s/ Margareth Karie (QUE), 2h40min10s

2003 - Genilson da Silva (BRA), 2h16min26s/Mª do Carmo Arruda (BRA), 2h39min12s

2002 - Vanderlei de Lima (BRA), 2h11min19s*/ Mª Zeferina Baldaia (BRA), 2h36min07s

2001 - Stephen Rugut (QUE),2h14min30s/ Marizete Rezende (BRA), 2h38min57s

2000 - David Ngetich (QUE), 2h15min21s/ Márcia Narloch (BRA), 2h40min15s

1999 - Paul Yego (QUE), 2h15min29s/Márcia Narloch (BRA), 2h37min20s

1998 - Diamantino dos Santos(BRA), 2h16min55s/ Viviany Oliveira (BRA), 2h39min58s

1997 - Kipkemboi Cheruiyot (QUE), 2h17min07s/ Viviany Oliveira (BRA), 2h42min13s

1996 - Chalam El Maali (MAR), 2h15min21s/ Janete Mayal (BRA), 2h41min40s

1995 - Luiz A. dos Santos (BRA), 2h17min11s/Ilyna Nadezhda (RUS), 2h49min33s

* recordes

 

Mais informações no site www.maratonadesaopaulo.com.br

 

 

Consultoria de Comunicação da Yescom:

MBraga Comunicação – Marcelo Eduardo Braga – Mtb 18324/Beatriz de Paula - Mtb 42905/Mohara Cherubim

Fone: (11) 98266-6086/E-mail:mbragacom@mbragacom.com.br

 

 

Leia também...
28.05.2024

Nem o frio e a chuva na capital paulista diminuíram a animação dos participantes

23.05.2024

Evento faz parte do Festival do Café no Triangulo SP. Entrega de kits será nos dias 24 e 25

05.04.2024

Evento reunirá milhares de corredores, a partir das 6h10min

04.04.2024

Prova será no domingo, a partir das 6h10