Capa

98ª Corrida Internacional de São Silvestre reúne 35 mil atletas no domingo (kit)

Largadas começarão a partir das 7h25min

29.12.2023  |  1.196 visualizações

 

 

São Paulo (SP) - Em sua 98ª edição, a Corrida Internacional de São Silvestre confirma mais uma vez sua força e tradição. Reunirá 35 mil corredores de várias partes do mundo neste domingo, dia 31 de dezembro, fechando o ano esportivo nacional. Corredores profissionais e amadores percorrerão os 15 km do trajeto por ruas e avenidas da Capital paulista. A largada será na Avenida Paulista, próximo ao número 2000, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Avenida Paulista, 900.

A programação começará às 7h25min, com a largada da categoria Cadeirantes. Em seguida, às 7h40min, será a vez da Elite feminina. Às 8h05min será a vez dos corredores da Elite masculina, Pelotão C, Cadeirantes com Guia e Pelotão Geral. A Prova terá transmissão ao vivo pelas TVs Gazeta e Globo.

Destaques não faltam nesse ano. O Brasil chega confiante com alguns dos seus principais nomes na atualidade, como Fábio de Jesus Correia, melhor atleta nacional na edição de 2022, com o quarto lugar, e que este ano venceu a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e também a Volta Internacional da Pampulha; Ederson Vilella, campeão da Maratona Internacional de Curitiba (2023) e da Volta Internacional da Pampulha (2019); o experiente Giovane dos Santos, seis vezes campeão da Volta da Pampulha e vencedor da Meia Maratona Internacional de Guarulhos (2021); Sávio Rodrigues, terceiro colocado na Volta Internacional da Pampulha (2023) e quarto na Dez Milhas Garoto (2023), e o campeão de 2006, Franck Caldeira.

No feminino, as atrações ficam por conta de Larissa Quintão, vice-campeã da Meia Maratona Internacional de São Paulo 2023, além de estar entre as melhores nas principais provas do país; Kleidiane Barbosa, vice-campeã da Volta Internacional da Pampulha 2023 e quinta colocada da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro; Mirela Andrade, top-10 na 97ª Corrida de São Silvestre, e Jéssica Soares, top-10 no ano passado.

Estrangeiros

Entre os homens, os destaques dessa edição são o ugandense Moses Kibet, vencedor da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro (2023) e da II Meia Maratona de Guarulhos (2023); os quenianos Vestus Cheboi Chemjor, campeão da Maratona Internacional de São Paulo (2023) e da Maratona Internacional de Porto Alegre (2023), Timothy Kiplagat Ronoh, vice na Maratona de Roterdã (2023) e que ganhou as maratonas de Melbourne e Abu Dhabi em 2022; Emnanuel Bor, campeão da Corrida Internacional de Langueux (FRA) e vencedor da Meia Maratona de Hyundai (Porto), ambas em 2023; Kosgei Nicolas Kipitoo, 4º na Meia Maratona Kigai (Ruanda) e campeão da Tribuna da Santos (2019); e Reuben Longoshiwa, destaque da nova geração de atletas do país; o tanzaniano Josephat Joshua Gisemo, campeão da meia maratona de Nagai no Japão e da meia maratona de Zanzibar na Tanzânia; e o boliviano Hector Flores, terceiro na São Silvestre de 2021.

No feminino, os destaques já confirmados são as quenianas Catherine Reline, atual campeã da São Silvestre, Viola Jelagat Kosgei, vencedora da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro (2023) e da Volta Internacional da Pampulha (2023), Sheila Chelangat, que venceu o campeonato nacional de cross country do Quênia em 2020 e 2021, Vivian Jelagat, ganhadora da Corrida Integração Campinas (2023), e Faridah Jepchirchir, campeã da Maratona Internacional de Curitiba (2023); e as etíopes Yimer Wude, tricampeã da disputa (2008, 2014 e 2015) e vice no ano passado, e Aberash Kabeda, vice-campeã da Meia Maratona de Milão neste ano.

A Corrida Internacional de São Silvestre é uma propriedade da Fundação Cásper Líbero, realização do Portal GazetaEsportiva.com, promoção da TV Gazeta, transmissão das TVs Gazeta e Globo, com organização técnica da Yescom. O patrocínio é das Loterias CAIXA, Café 3 Corações Comgas, Itambé, Drogaria São Paulo, Assai, Smart Fit, Saucony, Montevergine e Movida, com patrocínio especial de Powerade.

O apoio institucional é da Prefeitura de São Paulo, Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, Secretaria de Turismo da Cidade e Governo do Estado de São Paulo. Apoiam o evento também Dois Cunhados, Cosan, Polpanorte, DiGaspi, Chás Leão, You Mercado, Cânfora Bravir, Espaçolaser, Chiptiming, Up Sports, Shell Box, Monaro Camisetas, Copra, Movimento Plástico Transforma, Rema Medalhas, Hotel Intercity Ibirapuera, Invente Bolsas, Invente Brindes, Expo Center Norte e Instituto Center Norte.

 

Percurso

O percurso de 15 km passa por alguns dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo, com largada na Avenida Paulista, número 2084, e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Avenida Paulista, 900.

Largada: Av. Paulista x Rua Augusta

Av. Dr. Arnaldo

Rua Major Natanael

Rua Desembargador Paulo Passaláqua

Av. Pacaembu

Rua Norma Pieruccini Giannotti

Av. Rudge

Viaduto Orlando Murgel

Av. Rio Branco

Av. Ipiranga

Av. Duque de Caxias

Rua Rego Freitas

Rua Marquês de Itu

Rua Bento Freitas

Largo do Arouche

Av. Vieira Carvalho

Praça da República

Av. Ipiranga

Av. São João

Largo do Paissandu

Rua Conselheiro Crispiniano

Praça Ramos de Azevedo

Rua Coronel Xavier de Toledo

Viaduto Nove de Julho

Rua Maria Paula

Av. Brigadeiro Luís Antônio

Av. Paulista

Chegada: Av. Paulista Edifício Gazeta

 

Infraestrutura

- 500.000 copos de água

- 5.000 Grades

- 1.100 Cones de trânsito

- 1.100 Cavaletes de trânsito

- 4.000 Pessoas envolvidas na organização desde Staffs, Monitores, Segurança, Coordenadores, Equipe de produção e Órgãos Públicos.

- 25 Ambulâncias UTIs

- 200 Profissionais da Área de Saúde

- 75 Bombeiros socorristas

- 35.000 Lanches para atletas

- 35.000 Medalhas

 

Inscritos

12.811 Mulheres

21.553 Homens

 

Top 5 por País na Prova:

Brasil 34214

Estados Unidos 15

Colômbia 10

Bolívia 8

Alemanha 7

 

As top 5 cidades do Brasil na Prova:

São Paulo 11259

Rio de Janeiro 1036

Guarulhos 616

Santo André 550

Campinas 543

 

Vitórias por Nações

Masculino

Quênia - 16

Brasil - 11

Bélgica - 6

Colômbia - 6

Etiópia - 5

 

Feminino

Quênia - 17

Portugal - 7

Brasil - 5

México - 4

Etiópia - 4

 

Resultados da 97ª Corrida Internacional de São Silvestre:

 

Masculino

1) Andrew Rotich (UGA), 44min43s

2) Joseph Panga (TAN), 45min17s

3) Maxwell Rotich (UGA), 45min42s

4) Fábio Jesus Correia (BRA), 46min13s

5) Moses Kibet (UGA), 46min15s

 

Feminino

1) Catherine Reline (QUE), 49min39s

2) Yimer Wude (ETI), 50min01s

3) Kebebusch Yisma (ETI), 52min57s

4) Jenifer do Nascimento (BRA), 54min02s

5) Tadesu Tafa Weka (ETI), 54min24s

 

Campeões, tempos e distâncias

Ao longo de seus 98 anos, a São Silvestre foi se adaptando às mudanças e à cidade, sendo 12 de percursos e 18 distâncias diferentes, em razão do próprio crescimento. A primeira delas aconteceu em 1989, quando passou a ser realizada de tarde, possibilitando maior segurança para os atletas e público. Desde 2012 o evento acontece pela manhã, como as grandes provas no mundo. Seguem os números da competição.

 

Masculino

 

Fase Nacional

Ano Atleta País Tempo Distância

1925 – Alfredo Gomes (Brasil), 33min21 - 8,8 Km

1926 – Jorge Mancebo (Brasil), 22m35 – 6,2 km

1927 – Heitor Blasi (Itália), 23min – 6,2 km

1928 – Salim Maluf (Brasil), 29m11 – 6,2 km

1929 – Heitor Blasi (Itália), 28min39 – 8,8 km

1930 – Murilo de Araújo (Brasil), 25min35 – 8,8 km

1931 – José Agnello (Brasil), 26min05 - 8,8 km

1932 – Nestor Gomes (Brasil), 25min23 – 8,8 km

1933 – Nestor Gomes (Brasil), 23min50 - 8,8 km

1934 – Alfredo Carletti (Brasil), 24min10 – 7,6 km

1935 – Nestor Gomes (Brasil), 23min51 – 7,6 km

1936 – Mario de Oliveira (Brasil), 23min26 – 7,6 km

1937 – Mario de Oliveira (Brasil), 23min50 – 7,6 km

1938 – Lucas Henrique (Brasil), 23m38s4 – 7,6 km

1939 – Luiz Del Greco (Brasil), 24m50s4 – 7,5 km

1940 – Antônio Alves (Brasil), 22m14s – 7 km

1941 – José T. dos Santos (Brasil), 22min12 – 7 km

1942 – Joaquim G. da Silva (Brasil), 17min02 – 5,5 km

1943 – Joaquim G. da Silva (Brasil), 17min – 5,5 km

1944 – Joaquim G. da Silva (Brasil), 17min40 – 5,5 km

 

Fase Internacional

1945 – Sebastião A. Monteiro (Brasil), 21min54 – 7 Km

1946 – Sebastião A. Monteiro (Brasil), 21min57 – 7 km

1947 – Oscar Moreira (Uruguai), 21min45 – 7 km

1948 – Raul Inostroza (Chile), 22min18s2 – 7 km

1949 – Viljo Heino (Finlândia), 22min45s – 7,3 km

1950 – Lucien Theys (Bélgica), 22min37s8 – 7,3 km

1951 – Erich Kruzicky (Alemanha), 22min26s5 – 7,3 km

1952 – Franjo Mihalic (Iugoslávia), 21min38s – 7,3 km

1953 – Emil Zatopek (Rep. Checa), 20min30s – 7,3 km

1954 – Franjo Mihalic (Iugoslávia), 23min – 7,3 km

1955 – Kenneth Norris (Reino Unido), 22min18s – 7,4 km

1956 – Manuel Faria (Portugal), 21min58 – 7,4 km

1957 – Manuel Faria (Portugal), 21min37 – 7,4 km

1958 – Osvaldo Suarez (Argentina), 21min40 – 7,4 km

1959 – Osvaldo Suarez (Argentina), 21min55 – 7,4 km

1960 – Osvaldo Suarez (Argentina), 22min2 – 7,4 km

1961 – Martin Wyman (Reino Unido), 21min24 – 7,4 km

1962 – Hamoud Amuei (França), 22min08 – 7,4 km

1963 – Henry Clerckx (Bélgica), 21min55 – 7,4 km

1964 – Gaston Roelants (Bélgica), 21min37 – 7,4 km

1965 – Gaston Roelants (Bélgica), 21min20 – 7,4 km

1966 – Alvaro Mejia Flores (Colômbia), 29min57 – 9,2 km

1967 – Gaston Roelants (Bélgica), 24min55 – 8,7 km

1968 – Gaston Roelants (Bélgica), 24min32 – 8,7 km

1969 – Juan Martinez (México), 24min02 – 8,7 km

1970 – Frank Shorter (EUA), 24min27 – 8,9 km

1971 – Rafael Palomares (México), 23min47 – 8,7 km

1972 – Victor Mora (Colômbia), 23min24 – 8,7 km

1973 – Victor Mora (Colômbia), 23min25 – 8,7 km

1974 – Rafael Angel Perez (Costa Rica), 23min58 – 8,9 km

1975 – Victor Mora (Colômbia), 23min13 – 8,9 km

1976 – Edmundo Warnke (Chile), 23min50 – 8,9 km

1977 – Domingo Tibaduiza (Colômbia), 23min55 – 8,9 km

1978 – Aduaneiro Bouster (França), 23min51– 8,9 km

1979 – Herb Lindsay (EUA), 23min26 – 8,9 km

1980 – José João da Silva (Brasil), 23min40 – 8,9 km

1981 – Victor Mora (Colômbia), 23min30 – 8,9 km

1982 – Carlos Lopes (Portugal), 39min41 – 13,548 km

1983 – João da Mata (Brasil), 37min39 – 12,6 km

1984 – Carlos Lopes (Portugal), 36min43 – 12,6 km

1985 – José João da Silva (Brasil), 36min48 – 12,6 km

1986 – Rolando Vera (Equador) 36min45 – 12,640 km

1987 – Rolando Vera (Equador), 39min02 – 13,040 km

1988 – Rolando Vera (Equador), 36min23 – 12,630 km

1989 – Rolando Vera (Equador), 36min45 – 12,630 km

1990 – Arturo Barrios (México), 35min57 – 12,640 km

1991-Arturo Barrios (México), 44min47 - 15 km

1992 – Simon Chemwoyo (Quênia), 44min08 15 km

1993 – Simon Chemwoyo (Quênia), 43min20 15 km

1994 – Ronaldo da Costa (Brasil), 44min11 – 15 km

1995 – Paul Tergat (Quênia), 43min12 – 15 km

1996 – Paul Tergat (Quênia), 43min50s – 15 km

1997 – Émerson Iser Bem (Brasil), 44min40 - 15 km

1998 – Paul Tergat (Quênia), 44min47 – 15 km

1999 – Paul Tergat (Quênia), 44min35 – 15 km

2000 – Paul Tergat (Quênia), 43min57 – 15 km

2001 – Tesfaye Jifar (Etiópia), 44min15 – 15 km

2002 – Robert Cherutão (Quênia), 44min59 – 15 km

2003 – Marílson G. dos Santos (Brasil), 43min50 – 15 km

2004 – Robert Cheruiyot (Quênia), 44min43 – 15 km

2005 – Marílson G. dos Santos (Brasil), 44min22 – 15 km

2006 – Franck Caldeira (Brasil), 44min06 – 15 km

2007 – Robert Cheruiyot (Quênia), 44min43 – 15 km

2008 – James Kipsang (Quênia), 44min43 – 15 km

2009 – James Kipsang (Quênia), 44min40 – 15 km

2010 – Marílson G. dos Santos (Brasil), 44min03 – 15 km

2011 – Traiu Bekele (Etiópia), 43min35 – 15 km

2012 – Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 44min04 – 15 km

2013 – Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 43min47 – 15 km

2014 – Dawit Admasu (Etiópia), 45min04 – 15 km

2015 – Stanley Biwott (Quênia), 44min31 – 15 km

2016 -Leul Ale-me (Etiópia), 44min53-15 km

2017 - Dawit Admasu (Etiópia), 44min15 - 15 km

2018 - Belay Bezabh (Etiópia), 45min03 – 15 km

2019 - Kibiwott Kandie (Quênia), 42min59 (novo recorde) - 15 km

2021 - Belay Bezabh (ETH), 44min54 - 15 km

2022 - Andrew Rotich (UGA), 44min43 - 15 km

 

Feminino

1975 - Christa Valensieck (Alemanha), 28min39 - 8,9 km

1976 - Christa Valensieck (Alemanha), 28min36 - 8,9 km

1977 - Loa Olafsson (Dinamarca), 27min15- 8,9 km

1978 - Dana Slater (EUA), N/A - 8,9 km

1979 - Dana Slater (EUA), 29min07s - 8,9 km

1980 - Heide Hutterer (Alemanha), 27min48 - 8,9 km

1981 - Rosa Mota (Portugal), 26min45 - 8,9 km

1982 - Rosa Mota (Portugal), 47min21 - 13 km

1983 - Rosa Mota (Portugal), 43min41 - 12 km

1984 - Rosa Mota (Portugal), 43min35 - 12 km

1985 - Rosa Mota (Portugal), 43min00 - 12 km

1986 - Rosa Mota (Portugal), 43min25 - 12 km

1987 - Martha Thenório (Equador), 46min27 - 13 km

1988 - Aurora Cunha (Portugal), 42min12 - 12,640 km

1989 - Maria Del Carmen Diaz (México), 43min52 - 12,640 km

1990 - Maria Del Carmen Diaz (México), 43min16 - 12,640 km

1991 - Maria Luisa Servin (México), 54min02 - 15 km

1992 - Maria Del Carmen Diaz (México), 53min52 - 12,640 km

1993 - Hellen Kimayio (Quênia), 50min26 - 15 km

1994 - Derartu Tulu (Etiópia), 51min17 - 15 km

1995 - Carmem Oliveira (Brasil). 50Min53 - 15 km

1996 - Roseli Machado (Brasil), 52min32 - 15 km

1997 - Martha Thenório (Equador), 52min04 - 15 km

1998 - Olivera Jevtic (Iugoslávia), 51min35 - 15 km

1999 - Lydia Cheromei (Quênia), 51min29 - 15 km

2000 - Lydia Cheromei (Quênia), 50min33 - 15 km

2001 - Maria Zeferina Baldaia (Brasil), 52min12 - 15 km

2002 - Marizete de P. Rezende (Brasil), 54min02 - 15 km

2003 - Margaret Okayo (Quênia) 51min24 - 15 km

2004 - Lydia Cheromei (Quênia), 53min01 - 15 km

2005 - Olivera Jevtic (Sérvia/Montenegro), 51min38 - 15 km

2006 - Lucélia Peres (Brasil), 51min24 -15 km

2007 - Alice Timbilili (Quênia(, 51min24 - 15 km

2008 - Yimer Wude Ayalew (Etiópia), 51min37 - 15 km

2009 - Pasalia Chepkorir (Quênia), 52min30 - 15 km

2010 - Alice Timbilili (Quênia), 50min19 -15 km

2011 - Priscah Jeptoo (Quênia), 48min48 -15 km

2012 - Maurine Kipchumba (Quênia), 51min42 -15 km

2013 - Nancy Kipron (Quênia), 51min48 - 15 km

2014 - Ymer Ayalew (Etiópia) 50min43 - 15 km

2015 - Ymer Ayalew (Etiópia) 54min01 - 15 km

2016 - Jemina Sumgong (Quênia) 48min35s * 15 km

2017 - Flomena Daniel (Quênia) 50min18 - 5 km

2018 - Sandrafelis Tuei (Quênia), 50min02s - 15 km

2019 - Brigid Kosgei (Quênia), 48min54 - 15 km

2021 - Sandrafelis Tuei (Quênia), 50min06 - 15 km

2022 - Catherine Reline (Quênia) , 49min39 – 15 km

 

Mais informações no site oficial, www.saosilvestre.com.br

Leia também...
31.12.2023

Catherine Reline repetiu o feito de 202, e conquistou o bicampeonato. Timothy Ronoh, estreante na prova, mostrou a que veio e garantiu a vitória. Os melhores brasileiros na disputa ficaram em sexto, tanto no feminino como no masculino

30.12.2023

Estrangeiros querem manter a hegemonia africana, que dura mais de uma década

30.12.2023

Atletas estiveram neste sábado no Ibirapuera

28.12.2023

Três africanos reforçarão o grupo de estrangeiros na disputa de domingo, com destaque para a bicampeã Yimer Wude