Capa

Brasileiros destacam entusiasmo e confiança para a 98ª Corrida de São Silvestre

Estrangeiros querem manter a hegemonia africana, que dura mais de uma década

30.12.2023  |  1.129 visualizações

 

São Paulo (SP) – Neste domingo (31), 35 mil corredores participarão da 98ª Corrida Internacional de São Silvestre, com largada a partir das 7h25. Mas, antes, os destaques da Elite, do Brasil e exterior, conversaram com a imprensa para falar de suas expectativas para a corrida, uma das mais tradicionais e importantes do calendário esportivo e que encerra o ano de competições. O otimismo e a confiança dominam as expectativas, tanto do corredores nacionais, como dos estrangeiros. Com isso, é possível prever uma corrida bastante equilibrada na busca pelo topo do pódio.

Entre os brasileiros, que buscam voltar ao topo do pódio depois de 12 anos no masculino e 16 no feminino, a corrida é vista com otimismo. Ederson Vilela, campeão da Maratona Internacional de Curitiba, enfatiza o preparo para a São Silvestre e fala o que espera neste domingo. “É uma prova que eu sempre estou visando, uma disputa especial. A expectativa é estar no pódio e representar bem o país e quem sabe brigar pela vitória. Tive um ano bom, venci a Maratona de Curitiba e fui vice-campeão da Pampulha. O trabalho de preparação foi feito, agora é fazer uma boa prova amanhã. Temos o percurso como um diferencial da prova, o que também é um desafio, assim como enfrentar os atletas africanos, e a dúvida quanto ao clima. Mas estou otimista”, destacou Ederson Vilela.

Franck Caldeira, vencedor da São Silvestre em 2006, destacou a importância da prova para a propagação dos atletas brasileiros e salienta a felicidade por estar de volta. “Quero agradecer a organização pelo convite. Estou muito feliz em poder retornar a essa prova, uma das mais importantes e reconhecidas do cenário nacional. Fui campeão da prova em 2006, e isso mudou todo o histórico da minha carreira. Se não fosse a São Silvestre, ninguém conheceria minha história. Não fiz uma preparação técnica para a disputa, mas treinei e meu objetivo é retornar bem às competições”, salientou o mineiro.

Giovane dos Santos que detém no currículo a conquista de seis títulos da Volta da Pampulha e vencedor da Maratona Internacional de Guarulhos (em 2021), se mostra confiante para mais uma disputa da Corrida Internacional de São Silvestre. “A expectativa é das melhores, o trabalho de preparação foi feito. Agora é colocar tudo em prática amanhã. Essa é uma prova das mais difíceis da América Latina. Um percurso técnico que exige bastante”, conta o experiente Giovane.

Entre as brasileiras, Kleidiane Barbosa, vice-campeã da Volta Internacional da Pampulha 2023 e quinta colocada da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, destaca sua preparação. “A expectativa é muito boa. Fiz uma preparação bem focada para a prova e nos últimos cinco meses treinei forte na cidade de Campos de Jordão, devido ao estilo de terreno. E como fiquei um tempo parada, por conta de lesões, tive que fazer treinos intensos. Mas vim numa crescente e estou bem preparada. Sabemos dos desafios da prova, mas estou bem animada para buscar o melhor resultado possível”, salienta Kleidiane.

Estrangeiros vêm forte

Como de costume, o time de destaques internacionais vêm forte, em bom número, e otimistas. Os africanos contam com o bom retrocesso na prova, já que desde 2011, no masculino e de 2007 no feminino, há um domínio deles no topo do pódio. Confiança não falta. É o caso, por exemplo, da campeã Catherine Reline, ela falou a que veio e se diz confiante para repetir o feito de 2022. O otimismo também fica claro nas poucas e objetivas declarações dos demais atletas. E destaque importante para as representantes femininas.

Catherine Reline (Quênia) - campeã da São Silvestre em 2022

Não sabemos como vai estar o clima, que pode ser um desafio, mas estou com a expetativa de fazer uma boa corrida. Gostei muito de estar aqui ano passado, fui bem recebida e acolhida pelo público e espero contar com esse apoio novamente”.

Yimer Wude (Etiópia) tricampeã da prova (2008, 2014 e 2015) e vice-campeã em 2022

Esta é minha sexta vez nesta prova. Tenho bons resultados aqui e por isso, gosto bastante dessa disputa. Treinei forte e espero fazer, novamente, uma corrida boa e obter mais um resultado positivo”.

Viola Jelagat Kosgei (Quênia) – vencedora da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro (2023) e da Volta Internacional da Pampulha (2023)

Sinto muito orgulho de ser queniana e representar meu país, ainda mais com resultados expressivos. E neste ano eu conquistei boas vitórias aqui no Brasil e espero fazer uma boa prova neste domingo”.

Timothy Kiplagat Ronoh (Quênia) - estreante na prova, Vencedor da Maratona de Roterdã. Venceu as maratona de Melbourne e Abu Dhabi em 2022

Eu agradeço pelo convite. Estou feliz por estar nesta prova. E, estou confiante de que algo bom vai acontecer para mim. Já fiz outras provas no Brasil e vou entrar para vencer”.

Vestus Cheboi Chemjor - (Quênia) - campeão da Maratona Internacional de São Paulo (2023) e da Maratona Internacional de Porto Alegre (2023).

Eu já estive na prova no ano passado, e gosto do percurso, é muito bom. Em 2022 senti um pouco o clima, pois estava quente, mas espero que amanhã esteja melhor e vim preparado para fazer uma boa corrida”.

Josephat Joshua Gisemo – (Tanzânia) – campeão da meia maratona de Nagai no Japão e da meia maratona de Zanzibar na Tanzânia

Será minha primeira vez nesta prova. E ouvi muito sobre ela, mas estou confiante de fazer uma boa disputa.

Bloqueios de trânsito

O esquema de trânsito na região da Avenida Paulista começará no sábado, a partir das 20h, com a interdição entre a Rua Teixeira da Silva e a Rua da Consolação, em ambos os sentidos, sendo permitido transpor a Av. Paulista em todos os cruzamentos, com exceção da Alameda Campinas entre R. São Carlos do Pinhal e Av. Paulista. A partir das 22h, ocorre a canalização de duas faixas da esquerda na Av. Dr. Arnaldo, sentido centro, entre a Rua Major Natanael e o Túnel José Roberto F. Melhem.

No domingo, a programação terá início às 2h, com interdição das vias transversais da Av. Paulista, com exceção da Rua Bela Cintra, Rua Teixeira da Silva, Rua Carlos Sampaio e Avenida Brig. Luís Antônio; às 5h, interdição do Túnel Noite Ilustrada, no acesso à Rua Major Natanael; das 5h30 às 6h, interdição do restante do percurso da corrida; e 12h, Av. Paulista permanecerá interditada, nos dois sentidos, entre as Ruas Teixeira da Silva e da Consolação.

A agenda oficial para os participantes da 98ª Corrida Internacional de São Silvestre no dia 31 começará às 7h25min, com a largada da categoria Cadeirantes. Em seguida, às 7h40min, será a vez da Elite feminina, ficando para as 8h05min a vez dos corredores da Elite masculina, Pelotão C, Cadeirantes com Guia e Pelotão Geral. A largada será na Avenida Paulista, próximo ao número 2000, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Avenida Paulista, 900.

Acessos aos setores de largada

Haverá triagem e controle de entrada em cada um dos setores de largada, que será válidos das 5h às 8h no dia 31. Os acessos são os seguintes: Pelotão C/PCD/PM/GCM, Rua Frei Caneca pelas ruas Antônio Carlos e Luiz Coelho; Pelotão Premium, Rua Frei Caneca e Padre João Manuel pela Alameda Santos e Rua São Carlos do Pinhal; Setor 1/Azul, Alameda Ministro Rocha Azevedo pela Alameda Santos e Rua São Carlos do Pinhal; Setor 2/Verde, Rua Peixoto Gomide e Rua Plínio Figueiredo pelas Alameda Santos e Rua Carlos Comenale; Setor 3/Vermelho, Alameda Casa Branca e Rua Prof. Otávio Mendes (lateral do MASP), pela Alameda Santos e Rua Carlos Comenale.

O evento oferecerá infraestrutura (apoio médico, acessos, hidratação, lanches) para o número oficial de inscritos. Não serão disponibilizados recursos extras para atletas que não estejam oficialmente inscritos, conhecidos por “pipocas”. Para combater fraudes, a organização monitora as inscrições e terá atendimento especial durante a retirada de kits de atletas na categoria 60+.

A Corrida Internacional de São Silvestre é uma propriedade da Fundação Cásper Líbero, realização do Portal GazetaEsportiva.com, promoção da TV Gazeta, transmissão das TVs Gazeta e Globo, com organização técnica da Yescom.

O patrocínio e das Loterias CAIXA, Café 3 Corações Comgas, Itambé, Drogaria São Paulo, Assai, Smart Fit, Saucony, Montevérgine e Movida.

O apoio institucional é da Prefeitura de São Paulo, Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, Secretaria de Turismo da Cidade e Governo do Estado de São Paulo.

Apoiam o evento também, Dois Cunhados, Cosan, Polpanorte e DiGaspi. Patrocínio especial de Powerade e apoio de Chás Leão, You Mercado, Cânfora Bravir, Espaçolaser, Chiptiming, Up Sports, Shell Box, Monaro Camisetas, Copra, Movimento Plástico Transforma, Rema Medalhas, Hotel Intercity Ibirapuera, Invente Bolsas, Invente Brindes, Expo Center Norte e Instituto Center Norte.

Mais informações no site oficial: www.saosilvestre.com.br

 

Leia também...
31.12.2023

Catherine Reline repetiu o feito de 202, e conquistou o bicampeonato. Timothy Ronoh, estreante na prova, mostrou a que veio e garantiu a vitória. Os melhores brasileiros na disputa ficaram em sexto, tanto no feminino como no masculino

30.12.2023

Atletas estiveram neste sábado no Ibirapuera

29.12.2023

Largadas começarão a partir das 7h25min

28.12.2023

Três africanos reforçarão o grupo de estrangeiros na disputa de domingo, com destaque para a bicampeã Yimer Wude